Primeiros passos para criar um e-commerce para pequenos negócios

Primeiros passos para criar um e-commerce para pequenos negócios

Criar um e-commerce para pequenos negócios não é tão difícil quanto a maioria das pessoas imagina. Hoje em dia muitas plataformas disponibilizam avançados sistemas eletrônicos que facilitam muito o processo de implementação, tanto de uma grande, quanto de uma pequena loja trazendo em ambos os casos muitos benefícios e funcionalidades através da automatização na hora de comprar e vender.

Se você é dono de um pequeno negócio e gostaria de saber como começar a trabalhar com e-commerce, separamos neste artigo todas as dicas necessárias para a criação de uma loja online de sucesso. Veja só:

Definir com qual produto deseja trabalhar

Se você ainda não tem nenhum estoque, não fez qualquer investimento, ou ainda não trabalha com vendas, tem, então, a vantagem de poder escolher produtos os quais tenha maior afinidade e goste de trabalhar.

No entanto, apesar de ser prazeroso trabalhar com o que gosta, é necessário antes de chegar a uma conclusão, fazer uma detalhada pesquisa de mercado, onde você deverá abordar itens, como:

  • Público alvo;
  • O que você poderá oferecer em termos de diferenciação de outras lojas que vendem o mesmo produto;
  • Facilidade de vendas do produto;
  • Qual será a identidade da sua marca.

Estes detalhes são importantes porque te ajudarão a saber se existem realmente consumidores para o produto, e  se vale a pena investir nele.

As mesmas dicas são válidas também para quem já tem estoque e já trabalha com vendas de algum produto, porque vender em um local onde as pessoas já estão acostumadas a comprar de você é uma coisa, ampliar os negócios para outras que ainda não conhecem seu produto e trabalho, é outra completamente diferente.

Escolher a plataforma onde hospedará a loja

Podemos dizer que este é o detalhe mais importante no processo de criação de um e-commerce. Para acertar na escolha, você deverá ter em mente quais serviços serão necessários ter na loja, como também as funcionalidades. Algumas oferecem alguns detalhes a mais do que outras, mas, o que você precisa observar de forma mais enfática é:

  • Integração com quais meios de pagamento a plataforma disponibiliza;
  • A segurança online na hora da compra do cliente, como também a segurança da sua loja;
  • O suporte;
  • Valor do serviço, que deverá ser de acordo com suas atuais condições financeiras.
  • Disponibilização de bons layouts, bonitos e responsivos (que se adaptam à navegação em celulares e tablets)

Algumas lojas possuem limite de visitas e vendas de produtos, e este detalhe também deve ser levado em conta.

Encontrar os melhores fornecedores

Com o produto e a plataforma escolhidos, o próximo passo é procurar bons fornecedores. Se você mesmo produz, agora será necessário ampliar a quantidade de matéria prima, e por isso, talvez seja necessário mudar de fornecedor.

De qualquer forma, os principais requisitos na hora de escolher o fornecedor, são:

  • Bons preços, afinal, o seu negócio ainda é pequeno e os gastos devem ser de acordo com o seu poder de investimento;
  • Qualidade;
  • Prazo de entrega;
  • Comprometimento com o cliente;

Seguindo estes passos, dificilmente você terá problemas com fornecedores.

Divulgando sua marca

Aqui é o momento de pensar em um bom logotipo que tenha a ver com seu negócio, confeccionar banners para divulgar promoções, descontos, e outras informações na loja, e também escolher os canais de comunicação, afinal, de que adiantará seguir todos os passos, se no final das contas não tiver clientes para comprar o seu produto?

Para divulgação, você tem à disposição inúmeros canais, como:

  • Facebook;
  • Youtube;
  • Instagram;
  • Blogs;
  • E-mail marketing;
  • Parcerias;
  • SEO;
  • Anúncios no Facebook;
  • Anúncios no Google Adwords.

 

Quais as vantagens de criar um e-commerce, mesmo tendo um pequeno negócio?

Muitas! Este é um sistema poderoso, que proporciona conforto e praticidade para os dois lados: para aquele que compra porque não precisa gastar tempo indo até uma loja adquirir um produto, e para quem vende, porque além de não precisar ter um grande espaço físico e gastos com água, energia e empregados, ainda pode alcançar clientes em locais distantes, os quais jamais poderia alcançar através de uma loja física.

Outra grande vantagem é que qualquer pessoa que trabalhe com vendas pode ter uma loja virtual seguindo o passo a passo descrito acima. Assim, tudo correrá da melhor forma possível e não haverá prejuízo para nenhum dos dois lados.

Se você deseja trabalhar com mais tranquilidade e conforto dentro de sua própria casa, esta é a sua hora, e a internet está aí para te proporcionar isto.

O empreendedorismo eletrônico tem crescido de maneira acelerada no Brasil e a tendência é que cresça ainda mais, principalmente no que diz respeito às lojas virtuais.

Não perca mais tempo e seja um grande empreendedor, mesmo com um pequeno negócio.

Fechar Menu